O delegado do Governo, Juan Carlos Moragues (2ª R), o Chefe Col. VI Zona da Guarda Civil, Amador Escalada (i), e do chefe da Alfândega Regional, Mariví Abad, posam com 702 quilos de cocaína interceptado no atingiu um dos terminais do porto de Valência droga estava escondida em mochilas dentro de um recipiente de Panamá e tinha atingido o valor de um conjunto de recipiente de 90 milhões de euros. EFE

Valência, 28 set (EFE) .- A Guarda Civil e Alfândega interceptaram mais de 702 quilos de cocaína em um vir a um dos terminais do porto de Valência, a droga estava escondida em mochilas dentro de um recipiente de recipiente e Panamá tinha alcançado na marcação de um valor de 90 milhões de euros.

Conforme relatado pela Delegação do Governo em Valência, esta operação foi desenvolvida através de pesquisa e Inspeção Container realizado pelo Valencia Customs Análise de Risco Unidade e as informações provenientes da cooperação internacional com outras agências antidrogas.

O delegado do Governo, Juan Carlos Moragues, participou hoje, com o Chefe coronel da Zona VI da Guarda Civil, Amador Escalada eo chefe da Alfândega Regional, Mariví Abad, a apresentação desta operação.

Moragues destacou que essas operações "não são o resultado do acaso e que por trás há trabalho duro tanto a análise de dados e de investigação para detectar a chegada de medicamentos em milhares de contentores em movimento no porto de Valência".

Análise de Risco Unidade Aduaneira Valencia visa impedir a entrada através do porto de Valência droga escondida em contentores.

Através da cooperação internacional com agências policiais internacionais e após a realização de análise de risco das mercadorias declaradas são realizadas examinar o conteúdo de contentores, explicou o Gabinete do Governo.

Unidade, que é composta por funcionários da fiscalização aduaneira das autoridades fiscais e agentes do Escritório de Análise e Pesquisa da Guarda Civil de Valencia, em colaboração com o Team Organized Crime Alicante, interveio em 13 de Setembro o porto de Valência 28 mochilas preto.

Estes mochilas que contêm 702 comprimidos cocaína, pesando aproximadamente um escondido num recipiente a partir do porto de Manzanillo, no Panamá, e porta de destino final Valência quilo cada.

Os comprimidos do tipo tijolo rectangular foram embrulhados em fita e contendo no seu interior uma substância branca que testaram positivo para o reagente de cocaína.

O delegado do Governo explicou que a operação ainda está aberta e lembrou que em outras operações realizadas neste verão pela Guarda Civil e Alfândegas apreendeu 295 quilos de cocaína.

La operación se llevó a cabo en la salida sur del Puerto de Valencia y se saldó con la detención de un camionero y otro hombre que le acompañaba en la cabina. Posteriormente fueron arrestadas otras tres personas.

es

WordPress

COMPARTILHAR

Estamos trabalhando em um sistema para melhorar a qualidade do site e recompensar usuários ativos, verificando artigos, notícias e qualidade, Obrigado por melhorar Business Monkey News!

Se o item está errado, este mal traduzida ou falta de informação, você pode editá-lo, notifique um comentário (vamos corrigir) ou você pode Ver o artigo original aqui: (Artigo no idioma original)

As alterações serão atualizadas em 2 horas.

editar História